DEPUTADA FEDERAL É ANA PERUGINI

DEPUTADA FEDERAL ANA PERUGINI 1321 TEM MEU APOIO

SEI QUE NOS DIAS DE HOJE FALAR SOBRE POLÍTICA E DEFENDER UM CANDIDATO É MUITO DIFÍCIL, MAS NÃO TENHO PROBLEMA ALGUM EM FALAR DA COMPANHEIRA ANA PERUGINI, CONHEÇO SEU MANDATO DESDE 2010, ONDE PUDE CONFERIR DE PERTO SEU TRABALHO INCANSÁVEL EM DEFESA DOS MUNICÍPIOS DO INTERIOR, NA DEFESA DAS MULHERES, NA AJUDA AO TERCEIRO SETOR COM AJUDA EFETIVA NÃO SÓ DE EMENDAS PARLAMENTARES , MAS TAMBÉM COM CURSOS DE FORMAÇÃO ORIENTANDO ONDE SE DEVE IR BUSCAR OS RECURSOS E ADMINISTRAR AS ASSOCIAÇÕES, NA COBRANÇA DA ATUAÇÃO DA SABESP, E SUAS DENÚNCIAS SOBRE FALTA DE INVESTIMENTOS CULMINARAM AGORA NA MAIOR CRISE QUE SÃO PAULO JÁ VIVEU, NA LUTA CONTRA OS PEDÁGIOS ONDE FOI ABERTA UMA CPI PRA INVESTIGAR O QUE SE PASSA POR DETRÁS DAS CABINES E FOI APROVADA UMA LEI QUE DE SUA AUTORIA PEDINDO TRANSPARÊNCIAS NOS CONTRATOS!
NA MINHA CIDADE MIRANDÓPOLIS , ELA ENCAMINHOU EMENDAS PARLAMENTARES UMA DE 30 MIL QUE FOI UTILIZADA PARA AQUISIÇÃO DE UM VEÍCULO PARA ASSISTÊNCIA SOCIAL, MAIS 150 MIL PARA O RECAPEAMENTO DA AVENIDA SÃO PAULO, EM 2010 AJUDOU NA CONQUISTA DA CESSÃO PROVISÓRIA DA ESTAÇÃO FERROVIÁRIA , NA ÉPOCA O PRÉDIO ESTAVA PRECISANDO DE REPAROS, E NA PRÓPRIA CESSÃO JÁ FOI DESCRITO O QUE A PREFEITURA DEVERIA FAZER PARA TER A CESSÃO PERMANENTE DO PRÉDIO O QUE HOJE É REALIDADE.
PARA A CATEGORIA DO SISTEMA PRISIONAL REALIZOU VISITA EM ALGUMAS UNIDADES DO ESTADO, ENCAMINHOU REQUERIMENTOS DE INFORMAÇÕES AO SECRETÁRIO DA PASTA E SEMPRE ESTEVE DISPOSTA A FAZER MUITO MAIS PELA CATEGORIA.
VENHO ATRAVÉS DO MEU BLOG EXPRESSAR MEU APOIO A DEPUTADA FEDERAL ANA PERUGINI 1321, NA CERTEZA QUE ELA FARÁ MUITO MAIS PELOS MUNICÍPIOS DO INTERIOR, PELA MINHA CATEGORIA QUE NECESSITA DE ALGUÉM CAPACITADO PARA ATUAR NOS PROJETOS QUE TEMOS EM BRASÍLIA , PRINCIPALMENTE DA APOSENTADORIA ESPECIAL, PELO TERCEIRO SETOR QUE É FUNDAMENTAL NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A SOCIEDADE, E ESPERO QUE VOCÊ QUE REALMENTE QUER MUDANÇAS NA ESFERA FEDERAL, PODE APOIAR TAMBÉM, VEM COM A GENTE ANA PERUGINI FEDERAL 1321


FÁBIO CESAR FERREIRA
AGENTE DE SEGURANÇA PENITENCIÁRIA

QUER CONHECER UM POUCO MAIS DO TRABALHO DA DEPUTADA ANA PERUGINI ACESSE : www.anaperugini.com.br

LINKS DE ALGUNS TRABALHOS DA DEPUTADA PARA MIRANDÓPOLIS
http://www.diariodefato.com.br/display.php?codigo=24931
http://www.jornalimpactoonline.com.br/cidades/antiga-estao-ferroviria-ser-transformada-em-centro-cultural
http://www.mirandopolis.sp.gov.br/noticias/social-recebe-novo-carro-por-emenda-da-deputada-ana-perugini/
http://www.mirandopolis.sp.gov.br/noticias/mirandopolis-assina-5-convenios-com-governo-estadual/
https://www.youtube.com/watch?v=izeA65AvM34

LINKS DA AJUDA DA DEPUTADA PARA OS FUNCIONÁRIOS DO SISTEMA
http://www.cutsp.org.br/destaques/2659/deputada-acompanha-sifuspesp-em-fiscalizacao-a-unidade
http://www.sifuspesp.org.br/index.php/materia-4/2527-300414ana.html
http://www.sifuspesp.org.br/index.php/materia-1/2581-260514ana.html
http://www.sifuspesp.org.br/index.php/materia-4/2618-060614compensacao.html
https://www.youtube.com/watch?v=P2usnHRVtx4#t=323

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Penitenciária de Marília é a mais superlotada do Estado

Penitenciária de Marília é a mais superlotada do Estado

Última atualização indica que a unidade abriga hoje 1.628 detentos em um espaço onde caberiam apenas 600; número representa 171% mais da capacidade máxima comportada

Antde 1ZoomProx
SAINDO PELO LADRÃO - Complexo prisional de Marília é o mais superlotado do Estado de São Paulo, segundo levantamento da Secretaria da Administração Penitenciária - Foto: Paulo Cansini
WAGNER AITH
Um estudo realizado pelo Jornal Diário coloca o complexo penitenciário de Marília como o mais superlotado de todo Estado de São Paulo no comparativo com unidades de outras 50 cidades paulistas. O levantamento feito junto a SAP (Secretaria da Administração Penitenciária) aponta que o centro prisional local abriga atualmente mais de 170% de sua capacidade.

Segundo a última atualização do órgão governamental, feita na última quarta-feira, dia 31 de julho, o complexo, que engloba detentos do regime fechado e também semiaberto - o CR (Centro de Ressocialização) fica de fora, segundo classificação da própria SAP -, possui 600 vagas, no entanto 1.628 presos se espremem em suas celas. Ou seja, a população carcerária está 171% maior do que o limite máximo comportado.
O índice registrado em Marília é, com folga, o maior. Hortolândia, que aparece como a segunda mais superlotada, tem hoje 152% mais presos do que deveria. As duas unidades do regime fechado de lá têm capacidade para receber até 1.304 detentos, porém o sétimo mês de 2013 terminou com 3.298, ou quase 153% a mais.
O top 10 da superlotação ainda tem Marabá Paulista (138%), Guareí (134%), Lavínia e Irapuru (ambos com 132%), Flórida Paulista (129%) e Sorocaba (124%). A lista termina com as empatadas Paraguaçu Paulista e Martinópolis, cada uma com 119% mais detentos do que o adequado.
.
Na região, as penitenciárias de Álvaro de Carvalho e Getulina também enfrentam o mesmo problema, mas em escala um pouco menor. Cada uma tem capacidade para abrigar 792 detentos, mas estão com 1.602 e 1.243, ou 102% e 56%, respectivamente, acima do limite máximo. Assis também contabiliza superlotação de quase 59%. São 1.643 prisioneiros dividindo espaço onde caberiam 1.034.
Outro ponto observado pelo estudo leva em consideração apenas a população carcerária por complexo. Juntas, as três unidades de regime fechado de Lavínia abrigam atualmente 5.353 presos. Franco da Rocha, que também conta com três centros prisionais, fechou julho com 4.873 detentos. São Paulo aparece na sequência, com 4.258 prisionais divididos em três unidades. Mirandópolis e Guarulhos, cada uma com duas penitenciárias, fecham o top 5, com 4.010 e 3.754 encarcerados, respectivamente.
LADO POSITIVO
A superlotação nos complexos penitenciários do Estado só não é total por conta de Presidente Venceslau. Juntas, as duas unidades daquela cidade têm capacidade para abrigar 1.975 detentos, mas a última atualização aponta que “apenas” 1.691 das vagas estão ocupadas.
A proporção positiva capacidade/população só acontece nos centros de ressocialização. Em Marília, por exemplo, o CR tem hoje 205 reeducandos, sendo que há outras cinco vagas em aberto.