Pesquisar este blog

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Justiça manda Marcola e outros 10 presos para o RDD por mais 360 dias





Presídio de Presidente Bernardes (Foto: Stephanie Fonseca/G1) 
 

O Ministério Público de São Paulo obteve da Justiça na sexta-feira (10) a transferência de 11 presos ligado ao PCC, facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios, para o Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) por quase um ano (360 dias). Entre os presos está Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, e apontado como o principal líder do grupo criminoso. Ele está preso em Presidente Bernardes.
No RDD, os presos ficam isolados e só têm direito a duas horas de banho de sol por dia.
Em dezembro, a Justiça já havia determinado a transferência de Marcola e outros 12 presos para o RDD em um período de 60 dias. O prazo expiraria nesta segunda-feira (13). Com a nova decisão, os presos ficarão até fevereiro de 2018 no RDD.
Também foi solicitada a prorrogação do RDD de outros três presos. 
 

Total de visualizações de página