Consulta LPT

Basta clicar em cima de cada lista para visualizar sua classificação

CONSULTE SUA LPT CLICANDO NAS ABAS ACIMA

terça-feira, 27 de setembro de 2016

Palestra na Eap Setembro Amarelo

Palestra

A Diretora da Escola de Administração Penitenciária “Dr.

Luiz Camargo Wolfmann”, por intermédio do Centro de Capacitação

e Desenvolvimento de Recursos Humanos, através do

Núcleo de Coordenação de São Paulo e da Grande São Paulo,

em parceria com a CIPA SAP Sede I, comunica a realização da

Palestra Setembro Amarelo.

1. Objetivo: sensibilizar e conscientizar sobre a valorização

da vida e a campanha Setembro Amarelo.

2. Conteúdo: valorização da vida, o que é e como funciona o

Centro de Valorização da Vida – CVV e o objetivo da campanha.

3.Público Alvo: servidores das unidades prisionais pertencentes

à Coremetro, Hospital de Custódia e Tratamento

Psiquiátrico “Professor André Teixeira Lima” de Franco da Rocha

e Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico II de Franco

da Rocha (dois por unidade), servidores das sedes da Secretaria

da Administração Penitenciária, da Escola de Administração

Penitenciária, da Coremetro, da Coordenadoria de Reintegração

Social e Cidadania, da Coordenadoria de Saúde do Sistema

Penitenciário.

4. Data e horário: 29-09-2016, das 10h às 11h.

5. Palestrante: Elaine Macedo – Centro de Valorização da

Vida - CVV.

6. Local: Auditório da Escola de Administração Penitenciária,

av. General Ataliba Leonel, 556 – Santana - São Paulo.

7. Inscrições: Os interessados deverão inscrever-se das 00h

do dia 27-09-2016 até às 12h do dia 28-09-2016, pelo link

https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdzqq0TACAIXv-54A-cvvKWWlypMH_N8Xra4BDvpohejBZAFA/viewform

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Denúncia de assédio sexual na P2 de Serra Azul

Existe uma cultura de assédio  dentro da Sap ,  muitos casos denunciados que não deram em nada ,  este tipo de crime geralmente sempre é cometido entre o assediador e a vítima, mas não podemos desistir de buscar justiça,  aconselho a todos que sofrem e já sofreram que denunciem ,  busquem ajuda , esta denúncia serve para dar voz a todos os servidores , apesar do medo , do desgaste , é possível mudar este quadro ! 





Agente acusa chefe de assédio sexual dentro da Penitenciária de Serra Azul

Funcionária diz que diretor a intimidava e chegou a se masturbar diante dela.
Polícia investiga denúncia e SAP instaurou sindicância para apurar os fatos.

Do G1 Ribeirão e Franca
Agente penitenciária buscou advogado para denunciar o assédio sexual que diz ter sofrido (Foto: Adriano Oliveira/G1)Agente penitenciária buscou advogado para denunciar assédio que diz ter sofrido (Foto: Adriano Oliveira/G1)









Uma agente de segurança da Penitenciária II de Serra Azul (SP) acusa um dos diretores da unidade de assédio sexual. Segundo a mulher, de 44 anos, o chefe a intimidou, disse que sentia atração por ela e, sem sucesso nas investidas, ainda se masturbou diante dela, dentro da sala de trabalho.
A Polícia Civil investiga o caso. O delegado Eduardo Martinez afirmou que não comentará detalhes sobre o inquérito, apenas confirmou já ter registrado o depoimento da vítima e de testemunhas. O suspeito ainda será convocado para prestar esclarecimentos.
O advogado da vítima, Edson Nunes da Cosa, disse que ingressou com um pedido de investigação por meio de Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD), uma espécie de sindicância interna.
Em nota, a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou que a direção da unidade instaurou um Procedimento Apuratório Preliminar para averiguação dos fatos. Segundo a secretaria, os dois servidores foram transferidos para outras funções enquanto acontece a apuração administrativa.
O diretor que teria cometido o abuso não foi localizado pelo G1.

Crime na Penitenciária II de Serra Azul, SP, foi na quinta-feira (29) (Foto: Reprodução/EPTV)Agente denuncia assédio sexual na Penitenciária II de Serra Azul (Foto: Reprodução/EPTV)









Denúncia
Em entrevista ao G1, a agente penitenciária, que prefere não ser identificada, contou que levou dois meses para levar o caso à polícia e aos superiores porque sentia medo de ser penalizada, uma vez que o suspeito é seu chefe direto.
“Ele foi aprovado no mesmo concurso que eu. Ele era meu amigo, era amigo de sentar, trocar ideia, falar dos problemas, a gente conversava sobre coisas da vida, do trabalho. É isso que me deixa pior, ele era meu amigo”, afirmou.
A servidora contou que estava afastada do trabalho há quatro anos, devido a um tratamento contra depressão. Em julho, quando retornou às funções, foi designada para atuar no rol de visitas do presídio, junto à documentação dos familiares dos presos.
Eu me tranquei no banheiro e pensei ‘eu não tenho provas, o que eu vou fazer?’. Eu saí dali me sentindo um lixo, eu chorei dentro do banheiro, eu chorei dentro do ônibus na hora de ir embora. Eu chorei durante três semanas à noite, eu senti medo"
agente penitenciária
Logo nos primeiros dias, ela disse que percebeu as investidas do diretor, que chegou a convidá-la para visitar sua casa. Entretanto, no dia 12 daquele mês, quando estava em sua mesa de trabalho, o suspeito passou por ela e encostou o órgão genital em seu braço.
“Minha colega viu e eu fiquei sem graça. Eu não sabia o que fazer. Eu não sabia se chorava, se saía dali. A única coisa que eu fiz foi dizer ‘ou, isso é assédio sexual’. Ele atravessou a sala rindo, como se fosse uma brincadeira”, afirmou.
No mesmo dia, após a colega com quem trabalha ir embora, a agente disse que o chefe voltou à sala, sentou-se diante dela e começou a dizer que sentia atração por ela. Nesse momento, disse que estava excitado e pediu que colocasse a mão em seu órgão genital.
“Ele falou ‘Não, você vai lá em casa (sic), a gente não vai fazer nada que você não queira.’ Daí eu disse ‘Como é que é?’. Daí ele começou a dizer umas coisas nojentas para mim, que está no depoimento e não quero nem lembrar porque eu começo a passar mal”, relembrou.
Agente diz que levou dois meses para fazer denúncia porque tinha medo (Foto: Adriano Oliveira/G1)Agente diz que levou dois meses para fazer denúncia porque tinha medo (Foto: Adriano Oliveira/G1)









Diante da recusa, ainda segundo a agente penitenciária, o diretor se levantou, se posicionou entre os armários da sala, em um local onde as câmeras de segurança não conseguem filmar, abaixou a calça e passou a se masturbar diante dela.
“Eu pensei em tudo. Pensei em jogar a cadeira nele, em jogar o furador de papel nele, em voar na jugular dele, eu pensei em correr dali. Eu pensei em tudo, eu pedia para ele sair da sala, e ele não saía”, afirmou.
A servidora disse então que correu, se trancou no banheiro e permaneceu ali os minutos que faltavam para terminar o expediente. Ela contou que chorou muito e só pensava que poderia fazer nada porque não tinha provas do que havia acontecido.
“Eu me tranquei no banheiro e pensei ‘eu não tenho provas, o que eu vou fazer?’. Eu saí dali me sentindo um lixo, eu chorei dentro do banheiro, eu chorei dentro do ônibus na hora de ir embora. Eu chorei durante três semanas à noite, eu senti medo”, desabafou.
Agente é acompanhada pelo Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional (Foto: Adriano Oliveira/G1)Agente é acompanhada pelo Sindicato dos Funcionários do Sistema Prisional (Foto: Adriano Oliveira/G1)









Provas do assédio
A mulher disse que, a partir do episódio, o diretor passou a cercá-la, sempre impedindo que ficasse sozinha com outros funcionários, mas os dois não conversaram sobre o que havia ocorrido. Ela disse ainda que começou a tomar calmantes e chorava com frequência.
Em agosto, uma colega de trabalho percebeu que ela não estava bem e passou a questioná-la sobre isso. A funcionária revelou que sabia que o chefe encostou o órgão genital no braço dela, porque outra servidora que presenciou o fato contou o que havia ocorrido.
“Eu não tinha comentado com ninguém, nem com meu psiquiatra. Então, eu contei o resto e ela ficou indignada, disse que era muito grave e que alguma coisa tinha que ser feita. Foi nesse momento que eu pensei ‘Não posso me deixar acuar”, relembrou.
A servidora disse que, orientada por um amigo, decidiu gravar a confissão do diretor. Usando o celular, chamou o chefe para duas conversas e o questionou sobre o fato. O diálogo foi gravado em áudio, e acabou anexado ao inquérito policial e ao pedido de sindicância.
“Ele contava com meu medo, meu silêncio, minha falta de provas, meu estigma de ser encrenqueira. Eu saí me sentindo culpada, eu saí pensando: o que eu fiz para dar a entender a esse cara que eu não mereço respeito? Eu me senti um lixo”, desabafou.
Penitenciária II de Serra Azul abriga presos condenados por estupro (Foto: Reprodução/EPTV)Penitenciária II de Serra Azul abriga presos condenados por estupro (Foto: Reprodução/EPTV)

sábado, 24 de setembro de 2016

Curso EAP a distância

A Diretora da Escola de Administração Penitenciária “Dr.

Luiz Camargo Wolfmann”, por meio do Centro de Formação e

Aperfeiçoamento de ASP, torna pública a realização do Curso de

Especialização Técnico-Profissional para Agentes de Segurança

Penitenciária – 2016, com desenvolvimento em Ensino a Distância

– EaD e baixa as seguintes instruções:

1. Objetivo: Aperfeiçoar e atualizar os servidores, ampliando

seus conhecimentos e habilidades sobre os assuntos relevantes

à carreira, a fim de valorizar e otimizar as práticas desenvolvidas

nas unidades prisionais.

2. Metodologia: Curso autoinstrucional com desenvolvimento

na modalidade de Ensino a distância – EaD, com recursos

didáticos oferecidos por meio de textos, vídeoaulas, audioaulas,

filmes e avaliação final, também em EaD.

3. Público Alvo: Agentes de Segurança Penitenciária das

classes I a VII

4. Disciplinas: Ética e Cidadania, Saúde no Trabalho e

Gerenciamento de Crise.

5. Carga Horária: Ética e Cidadania (20 h/a), Saúde no Trabalho

(20 h/a) e Gerenciamento de Crise (20 h/a)

6. Cadastro: Todos os Agentes de Segurança Penitenciária

estão cadastrados no Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA,

para realizar o Curso.

7. Acesso a plataforma: O acesso a plataforma do Curso

será por meio de login e senha, no site www.ead.eap.sp.gov.br

. O login será o número do CPF do aluno que deverá ser escrito

com ponto (.) e traço (-). Exemplo: xxx.xxx.xxx-xx. A senha

provisória será fornecida pela EAP, um dia antes do início do Curso, no

e-mail informado pelo aluno, e deverá ser alterada no primeiro

acesso à plataforma.

8. Período de disponibilização do Curso na plataforma EaD,

por Coordenadoria Regional: Coordenadoria de Unidades Prisionais

da Região Central do Estado – de 04-10-2016 (a partir de

9:00 horas) a 03-11-2016 (até às 12h).

9. Desenvolvimento do Curso: O aluno deverá acessar o

Curso, completar os módulos integralmente, realizar os exercí-

cios de fixação de aprendizagem, quando houver, e as avaliações

ao final dos módulos de cada disciplina.

10. Avaliação: A avaliação será realizada no próprio ambiente

virtual de aprendizagem - AVA (Plataforma Moodle) e

consistirá em 10 questões objetivas ao final dos módulos de

cada disciplina.

11. Tempo para avaliação: O aluno terá duas tentativas

para realizar a avaliação final, sendo que cada tentativa tem

o limite de 01 hora. Esse tempo de (uma hora) começa a ser

contado a partir do momento em que o aluno acessar o arquivo

da avaliação. Alertamos que a segunda tentativa de realização

da avaliação é para o caso de imprevisto na primeira tentativa.

Em hipótese alguma será concedida outra oportunidade

para realização da avaliação final.

12. Aproveitamento no Curso: Será considerado aprovado

em cada disciplina do Curso, o aluno que acessar os módulos

“online” para estudo e realizar a avaliação final, conforme

item 9 deste Comunicado, e obter no mínimo a nota 6,0 em

cada uma.

13. Certificado: É de responsabilidade de cada aluno a

emissão do certificado, antes do término do Curso, que poderá

ser salvo em PDF e/ou impresso. Será disponibilizado no período

do Curso de cada Coordenadoria Regional, para a disciplina

concluída, se atendido o item 12 deste Comunicado.

14. A relação nominal dos alunos aprovados, dos que não

acessaram ou não concluíram o Curso e o RG dos reprovados,

será publicada no D.O, por meio de Comunicado EAP.

15. No caso de dúvida, o aluno poderá entrar em contato

com a Escola de Administração Penitenciária, pelo e-mail atendimentoead@eap.sp.gov.br

16. Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Central

do Estado.

Mais informações no link
http://www.sifuspesp.org.br/index.php/component/content/article/49-materia-5/3882-24092016-diario-oficial-de-sabado.html

Asp do Cdp de Jundiaí executado no Paraná

O Asp André trabalhava no Cdp de Jundiaí,  conforme relato dos colegas tinha feito um curso do Cir e foi para Santo Antônio da Platina ver a família,  excelente profissional, trabalhava no setor de inclusão da unidade ,  meus sentimentos aos amigos e familiares!

Agente carcerário de 41 anos levou tiro fatal no rosto e morreu portando pistola na cintura

Da Redação, npdiario.com

André Marcelo Soffner foi assassinado em torno da 1h30m da madrugada deste sábado,dia 24, na lanchonete O Porão, na avenida Oliveira Motta, em Santo Antônio da Platina.

Ele estava sentado numa cadeira na frente da hamburgueria quando dois elementos com camisas enroladas tapando o rosto invadiram o local, ordenaram que os demais fregueses entrassem mais ao fundo e um dos marginais deu um tiro certeiro que atingiu o rosto do homem de 41 anos.Morreu na hora.

Em seguida, a dupla fugiu a pé.

André era irmão de Ana Lúcia, casada com o veterinário José Ferroni, pessoas conceituadas na cidade.A vítima era agente carcerário no interior paulista e estava com uma motocicleta Susuki 650 cc, estacionada ao lado.

O dono do estabelecimento e testemunhas, ainda impactados, contaram para a reportagem que os dois indivíduos disseram “estão todos abordados”, mas não se ouviu voz de assalto.

André perdeu a vida com a pistola na cintura.

As polícias militar e civil trabalham com a possibilidade de possível reação a assalto ou, mais provável, vingança de bandidos,porém ainda não há nenhuma informação segura sobre o crime.

O local foi isolado para investigação e o Instituto Médico Legal de Jacarezinho levou o corpo para ser entregue à família possivelmente na tarde deste sábado.

Mais detalhes a qualquer momento.
http://www.npdiario.com/policial/2016/assassinado-homem-hoje-de-madrugada-em-santo-antonio/


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Dois reféns na Penitenciária José parada Neto Guarulhos

Dois asps foram feitos reféns por presos do seguro enquanto faziam a remoção de presos do setor.

As 17hs dois asps após efetuarem a tranca do setor de seguro ,  anunciaram aos detentos Cigano e Ciganinho para arrumarem seus pertencentes pois seram transferido da unidade ,  os dois acataram a ordem e ao sair do setor renderam os funcionários com facas artesanais , o motim não se espalhou para o restante da unidade ,  mas os detentos queriam invadir outros raios para executar outros presos ,  O Grupo de Intervenção  Rápida  GIR controlou a situação libertando os dois asps reféns que não saíram com nenhum ferimento a não ser o psicológico,  esteve presente  na negociação o Coordenador da Coremetro e sua equipe bem como a diretoria da unidade .  A penitenciária hoje passa por blitz,  muitos detentos dos outros pavilhões  foram vistos armados pelos funcionários, os 30 presos do seguro foram removidos da unidade . 

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Assembléia Campanha Salarial Unificada Sifuspesp, Sindcop e Sindespe

https://youtu.be/0ZiGIC4bAkE

Reportagem TVB Campinas sobre a Morte do Aevp

Clique para assistir
https://youtu.be/JJT73xcqLQI

Setembro Amarelo : Falar é a melhor solução

Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, com o objetivo direto de alertar a população a respeito da realidade do suicídio no Brasil e no mundo e suas formas de prevenção. Ocorre no mês de setembro, desde 2014, por meio de identificação de locais públicos e particulares com a cor amarela e ampla divulgação de informações.

Resultado de imagem para setembro amarelo cristo












http://www.setembroamarelo.org.br/download/falando_abertamente_sobre_suicidio.pdf
Agite na sua cidade. 

Ajude a iluminar prédios públicos, colocar faixas, mobilizar passeatas, passeios de bicicleta ou motocicleta, distribuição de folhetos, uso de camiseta ou fita amarela, enfim, o que sua imaginação, habilidade e acesso permitir.

Clique abaixo e baixe a logomarca ou a arte de algum material pronto para usar e lembre-se deenviar fotos ou vídeos da ação para divulgarmos em nossa fanpage.

   &  


Iniciado concurso de promoção por antiguidade 5.718 Asps serão Promovidos

 Resultado de imagem para promoção por antiguidade sap


COMISSÃO DE PROMOÇÃO
Portaria CP - 1, de 19-9-2016 - ASP
A Presidente da Comissão, constituída pela Resolução SAP
127, de 25, publicada em 26-08-2016, nos termos do artigo 3°
do Decreto 50.820, de 23-05-2006, expede esta portaria para
declarar que fica instaurado o Concurso de Promoção por Antiguidade,
referente ao exercício de 2016, de que trata o artigo
9º da Lei Complementar 959, de 13-09-2004, alterada pela Lei
Complementar 1.246, de 27-06-2014, para os integrantes da
carreira de Agente de Segurança Penitenciária, que será regido
pelas instruções adiante transcritas:

Denúncia sobre o caos do sistema prisional brasileiro , aprovação da PEC 308